ondas Poemas

As ondas do mar e o paladar.

As ondas do mar regem a música do paladar.

Mas antes aproveite os olhos,

Para apreciar o que seja belo.

Senão ficará aos olhos da imaginação

O que realmente seja azul ou amarelo.

 

Pois descobri que são as ondas do mar,

Que regem a música do paladar.

Cada paladar tem uma música,

Escondida nas leis da física.

Mas quem não entender, talvez jogue fora

Esta minha pobre música.

ondas
Imagem de Julius Silver por Pixabay

 

Se ainda briga com seu paladar,

Certamente esteja distante do mar.

Por isso seu paladar é regido por uma estranha música.

Talvez porque esteja distante do mar.

 

Mas se estiver perto,

Arrependido por ver o mar,

Vá para uma lagoa ou rio.

Que seja certamente longe do sal e do mar.

 

Porém lembre-se que são as ondas do mar,

Que regem a música do paladar.

 

Mistério dos olhos e da natureza.

Os cataclismos estão invadindo o mundo.

A funcionalidades do corpo se invertem.

O nariz acaba perdendo a sua função

Por causa das ondas do mar.

 

Se não acreditar, certamente não gosta de brincadeira.

Por isso tem a cara de ladeira.

Talvez esteja vivendo uma vida desordeira.

Vida sem paladar é viver uma vida derradeira.

 

Brasília, DF, em 14 de setembro de 2020.

 

As ondas do mar e o paladar. Poema de Flavio di Fiorentina.

 

Imagem de Julius Silver por Pixabay

https://pixabay.com/pt/photos/polin%C3%A9sia-polin%C3%A9sia-francesa-tahiti-3021072/

Flutua barco sobre o denso mar.

Peixes no mar e o pescador.

bomanipoesia_zh78ua