O pássaro dos segredo das coisas.

POEMA: O PÁSSARO DOS SEGREDOS DAS COISAS.©

 

Muita fatídica esta manhã de segunda-feira,

Que produz uma visão fantasmagórica,

Em plena luz do dia!

Um pássaro sobrevoou minha cabeça,

Abatida de tanta tristeza.

Esplendorosa ave grande.

Sobrevoou como se eu fosse a carniça.

Eu à procura de emprego,

A ave à procura da carniça.

 

Eu não era a carniça, disse-me.

Eu vim do mundo que faz o mundo.

Do visível ao invisível.

Do átomo às máquinas, carros, casas, apartamentos,

Roupas simples, roupas caras.

 

Vim do mundo do segredo das coisas.

O pássaro voou até meu ombro e ainda disse:

Se quiser ter carro, casa, viajar,

Casamento feliz, bons filhos, longevidade,

Descubra o segredo das coisas.

 

Descubra os segredos do universo.

Tudo tem um início.

Domine o início e venderá o produto.

Assim, tudo acontecerá.

E voou.

O pássaro voou e sumiu.

Eu estaria ficando doido?

Espécie que fala como aquela não há.

Ave de beleza e sabedoria.

 

Para meu espanto,

O pássaro voltou.

Eu conheço você.

Descubra o segredo das coisas.

O conhecimento está presente.

Agite as águas do conhecimento.

Uma coisa puxa a outra.

O pássaro voou e nunca mais voltou.

Quais são os segredos das coisas?

Quais são os segredos do universo?

 

O homem descobriu os segredos das bombas.

Quantas bombas surgiram!

Os aviões estão voando.

Os foguetes ultrapassam o céu azul.

Os computadores dominam as mãos, os olhos.

Brevemente dominará a mente.

Os remédios curam quando eficazes.

 

Tantos segredos por trás das coisas,

Que viraram produtos.

Tudo se transforma em produto.

Quem não tiver nada será.

Nem sequer tenho o emprego.

Produto que me amedronta.

 

Os carros foram embora.

As pessoas foram embora.

Senti a solidão da avenida.

Como eu queria que o pássaro voltasse!

 

Porém notei que a ave deixou uma semente,

Que caiu na calçada.

A semente da carniça.

O segredo das coisas começa na carniça.

Quanto mais o odor,

Mais perto o sucesso.

Brasília, DF, Brasil, em 06 de setembro de 2018.

 

O pássaro dos segredo das coisas. Poema de Bomani Flávio. 

 

Fonte da imagem: Pixabay

Clique aqui para curtir a página no facebook
Clique aqui para curtir a página no instagram