Longevidade é viver mais do que muitos.

 

Longevidade, quem vive, conta uma história,

Que caberia em uma, duas, três ou muitas certidões de nascimento.

Como tivesse começado o caminho de Matusalém,

Quem viveu mais do que todos.

Em época bem remota.

Bem sei.

 

Pois antes de Cristo,

Lá nos primórdios dos patriarcas,

Vivia-se até mil anos.

Isso é viver mais do que todos.

 

E o que é a longevidade?

Longevidade é viver mais do que muitos.

Poucos existem para contar.

Todos, com pouca exceção,

Sonham em alcançar

Como uma seta que indica para aonde ir,

A longevidade vira um convite para começar.

 

Quem vai passar dos cem,

Cento e vinte,

Duzentos ou trezentos anos?

Igual à idade de Matusalém?

Igual a Adão, a Noé

E tantos outros?

Eles não estão aqui

Para contar.

Os segredos,

Talvez eles apenas podem revelar.

 

Longevidade é viver mais do que muitos.

Quem vive,

Talvez não queira contar.

Talvez, nas estatísticas, escondido queira estar.

 

Longevidade é viver mais do que muitos.

Receita simples.

Mais do que ir à academia,

Para malhar.

Mais do que suar

Em maratona.

Comida magra,

Sem gordura,

Talvez.

 

Longevidade é viver mais do que muitos,

Bem além de uma pretensão.

Simplesmente acontece.

Como aconteceu com Maria,

Maria Olímpia da Bahia,

Que tem 111 anos,

De muita idade.

 

Eis o relato de Maria,

Maria Olímpia da Bahia,

Que viajou de cavalo,

Da Bahia a Mato Grosso

(Quase dois mil quilômetros):

““Aprontei demais”

“acho que é por isso que estou vivendo mais que todo mundo”.

 

Longevidade é aprontar na vida.

Talvez seja o que muita gente quer.

Mas aprontar na vida,

Seja lá o que seja,

Viver uma vida ativa,

É um caminho a querer

E a buscar.

 

Longevidade é viver mais do que muitos.

É sentir um pouco o que Matusalém,

Adão ou Noé viu.

É ver a vida passando.

Muita gente caindo.

Cidades sendo construídas ou destruídas.

Guerras ocorrendo.

Desastres acontecendo.

Tempo mudando,

De tempos em tempos.

Reis e presidentes sendo substituídos.

E você ali de pé.

 

Longevidade é viver mais do que muitos.

Bem encantador e esquecido.

A longevidade,

Inteligência que poucos tem,

Será comum,

A partir de agora?

Bem mais do que os 111 anos de Maria?

Superar os 120 anos,

Como limitou a divindade

No fantástico livro do Gênesis?

 

Longevidade é viver mais do que muitos

E começa com o aprontar!

Longevidade é viver mais do que todos,

Mas a preciosidade passou da terra para o mar.

No presente, só a baleia do ártico pode gozar.

 

 

Brasília, DF, Brasil, 26 de janeiro de 2018.

 

©‎A longevidade é viver mais do que muitos. Poema de Bomani Flávio

—***—-

Fonte da Imagem: Pixabay

Clique aqui para entender porque o poema
“LONGEVIDADE É VIVER MAIS DO QUE MUITOS” foi escrito.

—***—-

<

Clique aqui para curtir a página no facebook
Clique aqui para curtir a página no instagram

A crise existencial veio do chão do meu coração.(Abre numa nova aba do navegador)